Últimas Notícias »


Aposentados 12/9/2018 15:20:4 » Por Atualizado em 9/12/2018 15:26h

Os enfrentamentos do futuro Governo


Compartilhar no WhatsApp

 

Maurício Oliveira – Assessor econômico da COBAP

 

O futuro Governo, que sairá das urnas neste ano, terá de enfrentar uma crise econômica, política e social sem precedentes. O principal problema é o rombo fiscal que impede o crescimento econômico. E, nesse ponto, é fundamental reduzir o tamanho da máquina estatal e melhorar sensivelmente sua eficiência.

O gasto público tem de ser priorizado para as políticas sociais e os investimentos do Governo têm de ser focados para as áreas econômicas que aumentem o nível de emprego, como, por exemplo, o setor da construção civil.

Duas reformas são fundamentais: a tributária e a política. A reforma tributária deve priorizar a simplificação tributária, a redução de impostos e a progressividade do sistema, ou seja, paga mais quem ganha mais, paga menos quem ganha menos. A reforma política deve se pautar pela simplificação partidária e novas regras eleitorais, como o voto distrital.

Educação, saúde e segurança pública precisam ser os três principais pilares do novo Governo. Sem esses pilares nenhum país tem futuro, não há avanço para a prosperidade econômica e social.

O sistema de Seguridade Social tem de ser fortemente defendido e respeitado. O novo Governo não pode, de maneira alguma, desviar seus recursos para outras finalidades, como é o que ocorre há décadas.

A Previdência Social não precisa de reforma, mas de uma política eficiente de recuperação de receitas e de melhoria radical em sua gestão, com melhor fiscalização e cobrança.

Do ponto de vista dos principais indicadores econômicos, o futuro Governo terá de enfrentar o controle da inflação, o alto grau de endividamento das famílias, o desemprego, a indústria estagnada, o desemprego, a redução do consumo e manter as taxas de juros em patamares baixos.

O desafio é grande. Os primeiros dois anos de mandato serão para “arrumar a casa”. Não existem milagres diante de uma crise econômica das maiores da história do país. O futuro Governo terá de usar de sua legitimidade alcançada nas urnas e adotar medidas duras para sanear as contas públicas, aumentar os investimentos e tentar aumentar o nível de emprego. Dessa maneira, pode-se iniciar a retomada do crescimento econômico.




NOTÍCIAS RELACIONADAS

Cobap − Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas
ST SHCS CR QUADRA 507 BLOCO A LOJA 61 - ASA SUL - BRASÍLIA / DF CEP 70.351-510
Fone: (61) 3326-3168
Horário de funcionamento: Das 08h às 12h e das 13h às 17h

Filial
Rua 24 de Maio, nº 250 - 1º Andar - cj. 101 Bairro República - São Paulo CEP 01041-000
Fone: (11) 3361-2098 - Atendimento-SP: (11) 3361-3188
Horário de funcionamento: Das 08h às 12h e das 13h às 17h

Filial
Rua Princesa Isabel, Nº 129, Ed. Faísca, Loja Térreo, Bairro de Santo Amaro, Recife (PE)
Cep: 50.050-450
Telefone: (81) 31328336

Site: www.cobap.org.br | e-mail: cobap@cobap.org.br

Cobap - Copyright ® 2015, Maquinaweb Soluções em TI - Todos os direitos reservados. All rights reserved

Desenvolvido por Maquinaweb