Últimas Notícias »


Brasil 14/8/2014 20:40:2 » Por Richard Casal Atualizado em 4/5/2015 22:45h

Tormento: STF deixa para semana que vem julgamento da desaposentação

Há no Brasil mais de 500 mil aposentados que voltaram a trabalhar e continuam a contribuir para a Previdência


Compartilhar no WhatsApp

Os aposentados brasileiros terão que esperar mais uma semana para saber qual será a posição do STF (Supremo Tribunal Federal) com relação à validade da desaposentação. O recurso ordinário deixou de ser apreciado na sessão desta quinta-feira. De acordo com a praxe, ele pode ser incluído na pauta de quarta-feira (dia 20) ou na reunião de quinta-feira (dia 21). 
É a primeira vez que o Supremo avalia um processo desse tipo. Apesar de a decisão sobre esse caso não refletir diretamente em outras ações semelhantes que estão na Justiça, ajudará a saber como os ministros do STF julgarão a próxima ação de desaposentação, que valerá para todos os casos. O caso que começa a ser julgado (Recurso Extraordinário 381367 ) é de apenas um aposentado e já tem o voto favorável do ministro Marco Aurélio Mello, mas a ação ficou no gabinete do ministro José Antonio Dias Toffoli, pois ele pediu vistas em 2010. 
O exame dele vai traçar um precedente importantíssimo. Há um outro processo, que tem repercussão geral (valerá para todas as ações de desaposentação), está no gabinete do ministro Roberto Barroso e não tem prazo para ser votado.
— É difícil que um ministro vote de um jeito nesse processo e, depois, vote de forma diferente em outro, afirmam tarimbados advogados previdenciários.
Segundo o INSS, há no Brasil mais de 500 mil aposentados que voltaram a trabalhar e continuam a contribuir para a Previdência Social. Em alguns casos, pessoas que se aposentaram, por direito, mais jovens e tiveram os benefícios reduzidos por conta do chamado fator previdenciário percebem que teriam obtido uma aposentadoria maior se tivesse esperado mais tempo para se aposentar. 
Como o INSS não aceita pela via administrativa revisar o valor, os aposentados recorrem à Justiça. Vários aposentados obtiveram decisões favoráveis em outras instância. O próprio Superior Tribunal de Justiça (STJ) deu decisões a favor dos aposentados. 
Nas instâncias inferiores, a principal controvérsia é se o aposentado que continuou trabalhando por, por exemplo dez anos, mas recebeu benefício durante o período, teria ou não que devolver os valores recebidos.



NOTÍCIAS RELACIONADAS

Cobap − Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas
ST SHCS CR QUADRA 507 BLOCO A LOJA 61 - ASA SUL - BRASÍLIA / DF CEP 70.351-510
Fone: (61) 3326-3168
Horário de funcionamento: Das 08h às 12h e das 13h às 17h

Subsede
Rua 24 de Maio, nº 250 - 1º Andar - cj. 101 Bairro República - São Paulo CEP 01041-000
Fone: (11) 3361-2098 - Atendimento-SP: (11) 3361-3188
Horário de funcionamento: Das 08h às 12h e das 13h às 17h

Site: www.cobap.org.br | e-mail: cobap@cobap.org.br

Cobap - Copyright ® 2015, Maquinaweb Soluções em TI - Todos os direitos reservados. All rights reserved

Desenvolvido por Maquinaweb